quem somos

QUEM SOMOS







O Casa Amarela 5B -Jornal Online surge da vontade de vários artistas, de, num esforço conjunto, trabalharem no sentido de criar uma relação forte com o público e levando a sua actividade ao seu conhecimento através do seu jornal online.

Este grupo de artistas achou por bem dedicar o seu trabalho pintorNelsonDias, https://www.facebook.com/pages/Nelson-Dias/79280420846?ref=hl cuja obra terá sido muito pouco divulgada em Portugal, apesar de reconhecido mérito na banda desenhada, a nível nacional e internacional e de várias vezes premiado em bienais de desenho e pintura.


Direcção e coordenação: Maria João Franco.
https://www.facebook.com/mariajoaofranco.obra
contactos:
franco.mariajoao@gmail.com
+351 919276762


Wednesday, November 21, 2018

O MOTIM de Miguel Franco, numa edição da Gradiva


LEGENDA DO CIDADÃO MIGUEL LINO * leituras encenadas

Dia 1 de Dezembro
pelas 17 horas

Igreja da Misericórdia

Leituras encenadas * LEGENDA DO CIDADÃO MIGUEL LINO




evento sob
direcção de Luís Mourão

Centro de Diálogo Intercultural de Leiria

Câmara Municipal de Leiria

Texto alt automático indisponível.

Thursday, November 15, 2018

LEGENDA DO CIDADÃO MIGUEL LINO * leituras encenadas



COMEMORAÇÕES DO CENTENÁRIO DE MIGUEL FRANCO




FOTO DE MIGUEL FRANCO POR JOÃO MARTINS


dia 17 de novembro pelas 17 horas
dia 1 de dezembro pelas 17 horas

evento sob
direcção de Luís Mourão

Centro de Diálogo Intercultural de Leiria

Câmara Municipal de Leiria

Thursday, October 18, 2018

EXPOSIÇÃO BIOGRÁFICA DE MIGUEL FRANCO

MIGUEL FRANCO
foto de João Martins



A EXPOSIÇÃO BIOGRÁFICA
DE
MIGUEL FRANCO

inserida na 
COMEMORAÇÃO DO CENTENÁRIO DE MIGUEL FRANCO

inaugura a 7 de novembro de 2018

pelas 21.30 

na Galeria Artur Santos
Mercado de Santana
Centro Cultural
Leiria



Sunday, September 30, 2018

da história da censura fascista sobre o Teatro em Portugal


A obra de Bernardo Santareno, O DUELO, teria sido apresentada ao público, antes de ser editada, pelo Grupo de Teatro Miguel Leitão, dirigido por Miguel Franco, escritor e encenador.

 Porém a Censura Fascista proibiu o espectáculo nas vésperas da estreia. Miguel Franco teve acesso ao original pelas mão e vontade de Bernardo Santareno.




(do espólio de Miguel Franco)

Friday, September 28, 2018

Centenário de MIGUEL FRANCO // 24 de Novembro -lançamento de O MOTIM numa edição da Gradiva na Livraria ARQUIVO em Leiria




Miguel Franco nasceu em Leiria, a 14 de abril de 1918 .
Destacou-se como actor/ encenador e dramaturgo português.
Desenvolveu o teatro amador na sua cidade natal tendo recriadono Grupo de Teatro Miguel Leitão de que era director e encenador. A partir de 1950 com a apresentação, por todo o país, da peça Tá-Mar, de Alfredo Cortez, o Grupo de Teatro Miguel Leitão passa a ter um papel relevante na dinâmica do teatro amador em Portugal, salientando-se outras representações, entre as quais O Duelo de Bernardo Santareno (proibida pelo regime salazarista antes da estreia). Fez também dar a conhecer as obras de Gil Vicente, numa acção pedagógica e cultural por todo o País. Incentivou o teatro ao ar livre em festivais de verão, começando pala cidade de Leiria onde recriou ao modo vicentino A Farsa de Inês Pereira, que apresentou em espaços como o Castelo de Leiria, Claustro do Mosteiro de Alcobaça e Convento de Tomar. Criou no Ateneu Desportivo de Leiria, de que era director, um espaço de conferências a que chamou Sexta-feira à Noite, no qual intervieram entre outros Luiz Francisco Rebello, Bernardo Santareno e Rogério Paulo.
Como dramaturgo,é considerado o elemento da dramaturgia histórica mais importante da década de 1970, na História do Teatro em Portugal, de Luiz Francisco Rebello. Da sua obra como dramaturgo publicada fazem parte 
O Motim
Legenda do Cidadão Miguel Lino
O Capitão de Navios
 Visita Muito Breve,
 tendo deixado várias obras por terminar, de que se destaca Leonor Fonseca Pimentel.
Actor de cinema a partir da década de 1960, participou em mais de treze películas cinematográficas, como Crime de Aldeia Velha (1963), O Trigo e o Joio (1964) e Lotação Esgotada (1972) de Manuel de Guimarães, Domingo à Tarde (1966) de António de Macedo, O Cerco (1970) e Vidas (1984) de António da Cunha Telles, A Fuga (1976) de Luís Filipe Rocha, O Rei das Berlengas (1978) de Artur Semedo ou Manhã Submersa (1980) de Lauro António.
Em 1973 publica A Legenda do Cidadão Miguel Lino ´_ Editorial inova Sob a direcção de Egipto Gonçalves - a que fora em 1969 atribuido o Prémio Almeida Garrett pelo Ateneu Comercial do Porto
A sua última entrevista para a televisão foi feita por Jorge Listopad, em Fevereiro de 1988, na RTP1.
Morre no Hospital de São José em Lisboa ,a 19 de Fevereiro de 1988

Em 2003 na cidade de Leiria foi atribuído o seu nome ao Teatro Miguel Franco, equipamento cultural reconstruido sobre a traça do antigo Mercado de Santana em Leiria

Outras obras publicadas:
Quinta feira e outros Poemas -edição de autor /1962
O Motim -1ª edição de autor /1963
O Motim -2” edição – edicões Europa América -Colecção 3 Abelhas
O Motim -3ª ediçaõ – Editora Todas as Musas -São Paulo -Brasil -2017
O Motim - Editora Gradiva 2018
A Legenda do Cidadão Miguel Lino -1973 ´_ Editorial inova
O Capitão de Navios - encomenda para a Rádio ,publicada mais tarde em 1979








Sunday, April 29, 2018

RUI VASQUEZ/INÊS VASQUEZ /ARC 16 GALERIA FARO




RUI VASQUEZ


















INEZ VASQUEZ