quem somos

QUEM SOMOS







O Casa Amarela 5B -Jornal Online surge da vontade de vários artistas, de, num esforço conjunto, trabalharem no sentido de criar uma relação forte com o público e levando a sua actividade ao seu conhecimento através do seu jornal online.

Este grupo de artistas achou por bem dedicar o seu trabalho pintorNelsonDias, https://www.facebook.com/pages/Nelson-Dias/79280420846?ref=hl cuja obra terá sido muito pouco divulgada em Portugal, apesar de reconhecido mérito na banda desenhada, a nível nacional e internacional e de várias vezes premiado em bienais de desenho e pintura.


Direcção e coordenação: Maria João Franco.
https://www.facebook.com/mariajoaofranco.obra
contactos:
franco.mariajoao@gmail.com
+351 919276762


Tuesday, July 20, 2010

2010 – Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social/ Acção do TEATRO DE GRUPO "O NARIZ"


2010 – Ano Europeu do Combate
à Pobreza e Exclusão Social
ESTREIA
22 Julho
– 22h –
Teatro Miguel Franco
Leiria


O Príncipe de Spandau
__________________________

grupo de mulheres nazis


(Leitura cénica da obra de Helder Costa)
O texto foi escrito em 1987 nos dias que se seguiram à morte de Rudolph Hess. Revelou-se premonitório em muitos aspectos e surge como um aviso contra as tendências racistas, ódios contra emigrantes e refugiados, despotismo e extremismos políticos hoje, infelizmente, mais vivos do que nunca.
“Os deuses organizam e executam a perdição dos mortais, para que os poetas vindouros tenham algo para cantar.” ODISSEIA, VIII


Helder Costa
Dramaturgo e animador do grupo “A Barraca” – de que foi um dos fundadores, em 1976 -, Helder Costa é autor de cerca de três dezenas de peças, originais ou adaptadas, algumas das quais distinguidas com prémios, dentro e fora do País.
“O Príncipe de Spandau”, foi representado em Portugal e no estrangeiro, tendo tido a sua estreia absoluta em Viena de Áustria, no “Residenztheater”, encenada por Hans-Peter Kellner e interpretada por Andreas Patton, em Novembro de 1993. Outras representações e leituras cénicas tiveram lugar na Dinamarca e na Bolívia, em França e Espanha, Bélgica e Roménia – e em Lisboa, onde a sua personagem única, o fanático nazi Rudolf Hess, encontrou em
Mário Viegas um intérprete genial.


2010 – Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social

O Príncipe de Spandau
(Leitura cénica da obra de Helder Costa)

Nesta leitura cénica “O Nariz” adaptou o texto de forma a colocar, no centro da acção, quatro actrizes que dão voz a um texto, originalmente escrito, para um só actor.
Uma visão apocalíptica sobre o regresso do Führer e a sua vitória definitiva, transmitida por quatro vozes femininas.


O Nariz
Ficha artística
Autor – Helder Costa
Direcção e Adaptação – Pedro Oliveira
Interpretação – Andreia Estrada, Dora Conde, Vânia Jordão e Vitória Condeço
Desenho de luz – Pedro Oliveira
Vídeo – David Ramy
Produção – O Nariz
Esta peça é o trabalho final de estágio das actrizes Dora Conde e Vânia Jordão, alunas do Curso de Teatro da ESAD - CR



www.facebook.com/onariz.teatro

http://www.myspace.com/onariz


http://onariz.hi5.com/

http://twitter.com/ONariz

MJF por email